Ciência e Sociedade
Notícias

INPD participa do 2º Seminário de Acompanhamento e Avaliação dos INCTs em Brasília

INPD participa do 2º Seminário de Acompanhamento e Avaliação dos INCTs em Brasília 150 150 admin

Por Victória Cirino

Fotos: Juliana Juk

Nos dias 2 e 3 de julho, foi realizado o 2º Seminário de Acompanhamento e Avaliação dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs) em Brasília. O INPD, um dos diversos institutos de pesquisa multicêntricos que foram formados por meio da criação dos INCTs, participou deste encontro e divulgou avanços em sua produção científica desde que foi criado. Entre maio de 2012 e abril de 2013, por exemplo, foram publicados 55 artigos vinculados às pesquisas realizadas pelo Instituto. No mesmo período, o Instituto contava também com 19 alunos de mestrado formados ou em formação e mais 22 alunos de doutorado.

A apresentação também teve como objetivo reafirmar a proposta inicial da criação de um INCT de Psiquiatria do Desenvolvimento. Os objetivos do INPD estão relacionados tanto à necessidade de promover a saúde mental, quanto à uma mudança de paradigma para a psiquiatria brasileira em direção ao fortalecimento dos pressupostos da Psiquiatria do Desenvolvimento, que busca realizar intervenções precoces em grupos de risco a fim de evitar o aparecimento da doença ou atenuar sua forma de apresentação na vida adulta. Dessa forma, a intervenção psiquiátrica passaria a dar maior importância à trajetória de desenvolvimento da doença.

Uma vez que 75% dos adultos com transtornos mentais já apresentavam sintomas antes dos 14 anos, a Psiquiatria do Desenvolvimento prioriza a intervenção em crianças e adolescentes. O INPD, portanto, busca aplicar as mais inovadoras técnicas de pesquisa em saúde mental na consolidação deste novo paradigma ligado à prevenção, contando, inclusive, com a colaboração de pesquisadores e instituições internacionais. Além da preocupação com a criação de novos métodos de pesquisa em psiquiatria, o INPD também visa a criação de novas tecnologias voltadas para a prevenção em níveis de atenção primária e secundária, além de oferecer capacitações para profissionais da saúde e da educação.