Notícias

Pandemia piora saúde mental de crianças vulneráveis, diz estudo

30/04/2021

O período de pandemia aumentou os problemas de saúde mental entre crianças vulneráveis, o estresse financeiro dos pais é um dos fatores que contribui para esta piora. A informação foi apontada por um estudo da Universidade de Cardiff.

Os pesquisadores entrevistaram 142 crianças de 5 a 10 anos de idade que foram identificada pelas escolas como “em risco” de problemas de saúde mental. O estudo descobriu que o nível de ansiedade cresceu significativamente.

Além disso, os dados também indicam uma forte ligação entre estresse financeiro e problemas de saúde mental nos pais, associado ao agravamento dos problemas de saúde mental das crianças.

As famílias com circunstâncias financeiras que foram afetadas pela pandemia precisam de dinheiro e apoio extra de saúde mental. A autora principal, a professora Stephanie Van Goozen, da Escola de Psicologia da Universidade de Cardiff, disse que “este é o primeiro estudo a destacar o severo impacto do Covid-19 em crianças e famílias já vulneráveis.”

Junto com os pais, as crianças foram entrevistadas por videochamada entre julho e setembro de 2020. Depois, os pesquisadores compararam os dados coletados antes da pandemia como parte de um estudo em andamento.

Das famílias que participaram, 57% viviam na pobreza ou relataram ter perdido emprego e renda, tendo assim dificuldade em pagar as contas. Esse índice se encontravam em risco de despejo e não tinham nem condições de comprar comida o suficiente ou tiveram até que usar empréstimos de emergência.

As principais conclusões foram:

  • Dado crescentes de problemas de saúde mental em crianças vulneráveis durante o confinamento;
  • 57% dos pais disseram que houve altos níveis de ansiedade e 44% relataram altos níveis de depressão;
  • Teve um aumento dos sintomas de ansiedade e pânico nas crianças, mas sem alterações no comportamento problemático.

Leia na íntegra: olhardigital.com.br