Quem somos

A partir de iniciativas para produção de conhecimento na área de saúde mental na infância e na adolescência, o Instituto Nacional de Psiquiatria do Desenvolvimento para Crianças e Adolescentes – INPD, que foi criado em 2009, está à frente de estudos que apontam que os transtornos mentais estão relacionados a alterações no desenvolvimento cerebral que podem ser revertidos com intervenções precoces (inclusive durante o período intrauterino).

Os transtornos mentais, que têm início em fases precoces da vida, estão entre as maiores fontes de incapacitação e gastos em saúde. No entanto, dados epidemiológicos gerados pela equipe de pesquisadores demonstram que somente 20% das crianças brasileiras com problemas de saúde mental têm acesso a cuidados adequados. Por esse motivo, o INPD promove inciativas, pesquisas e projetos, buscando o desenvolvimento da massa crítica na área de saúde mental e proporcionar uma formação de ponta em psiquiatria do desenvolvimento, inclusive em locais menos evoluídos do Brasil.

Objetivos do Instituto

  • Realizar estudos observacionais e experimentais na área de psiquiatria do desenvolvimento;
  • Desenvolver novos métodos de pesquisa em psiquiatria do desenvolvimento;
  • Desenvolver tecnologia para a prevenção dos transtornos mentais em nível de atenção primaria e secundária;
  • Influenciar a formação do novo médico sob o referencial da Psiquiatria do Desenvolvimento;
  • Criar novos polos de geração de conhecimento e núcleos de excelência na área de Psiquiatria da Infância e Adolescência no Brasil;
  • Proporcionar supervisão e divulgação de conhecimento a distância por meio de ferramentas da informática médica, como a telemedicina.

 Visão 

  • Medicina preventiva, intervenções baseadas em evidências;
  • Ser o centro de referência nacional na área de saúde mental para infância e adolescência;
  • Polo inovador na produção de pesquisa e conhecimento com fortes conexões com centros de referência internacionais.

Valores

  • Atenção ao Paciente (as necessidades dos pacientes e de suas famílias são os norteadores das nossas ações);
  • Transmissão de conhecimento (o conhecimento gerado pelo INPD é de todos);
  • Compartilhar conhecimento com os profissionais da área da saúde (os conhecimentos gerados são compartilhados através de artigos científicos e outros meios de comunicação);
  • Credibilidade (compromissos assumidos serão cumpridos);
  • Diversidade (o INPD está aberto às mais diversas vertentes do conhecimento que possam ser testadas por métodos científicos);
  • Comprometimento (a equipe do INPD é comprometida com a realização dos seus objetivos);
  • Produtividade (projetos são concluídos e os resultados das pesquisas publicados em revistas nacionais e internacionais).