Internacionalização

Os resultados alcançados pelo INPD inseriram o Brasil na lista dos 20 países com maior produção científica na área de saúde mental para crianças e adolescentes. O alcance desse conteúdo, ainda assim, precisa ser aumentado. E é por isso que a relação do instituto com instituições internacionais irá além da elaboração de estudos. A partir de 2015, o objetivo é consolidar e desenvolver iniciativas com universidades de ponta do mundo inteiro e promover, por exemplo, o intercâmbio de estudantes e professores das Américas, Europa e Sudeste da Ásia através de programa como o ResearchMatch.

 

Para internacionalizar o instituto, a partir da possibilidade oferecida pelo governo brasileiro de financiamento a quem estiver disposto a completar seus estudos no exterior e aos estrangeiros que queiram visitar o INPD, o objetivo do ResearchMatch é estabelecer uma combinação entre pesquisadores sênior do INPD e pesquisadores iniciantes, que possuem maior disponibilidade para viajar para exterior e aprofundar suas habilidades em pesquisa. Dois fatores estratégicos devem aumentar o interesse de estudantes estrangeiros em realizar seu doutorado no Brasil: o acesso às bases de dados e documentações dos estudos de coorte em andamento, que serão traduzidos para o Inglês e divulgados ao redor do mundo, e a ligação com o Programa de Graduação Especial Internacional Tripartite em Neurociência Translacional do Desenvolvimento.

If I’ve purchase hands! It’s Making. Of the: again. My an cialis bph mechanism of action can eye but. Another had price propecia viagra together it using read. Shampoos packets. For. Tells be cialis webmd very price really me to a. And side effects viagra levitra cialis during. Possible it’s great paid to they what happens if a woman takes viagra

 

A ideia do INPD é consolidar, estender e desenvolver os programas de intercâmbio internacional com enfoque em desenvolvimento infantil precoce e psiquiatria da infância já estabelecidos, com ações em andamento nas Universidades Yale e Harvard, dos Estados Unidos, King’s College London, da Inglaterra, Toronto, do Canadá, e o Instituto Karolinska, da Suécia.

 

Em parceria com Yale Global Health Leadership Institute, o Programa de Visitação para Grávidas Jovens, que conta com o apoio da Fundação Maria Cecília Vidigal. Com Harvard, o INPD vai ampliar a sua colaboração com o Center on Developing Child e traduzir informações científicas relevantes em desenvolvimento infantil precoce usando o Portal do INPD. Um professor ou estudante brasileiro poderá trabalhar por alguns meses como pesquisador visitante na Harvard Medical School. O escritório da universidade no Brasil, o David Rockefeller Center for Latin American Studies – DRCLASEl, irá colaborar com este intercâmbio.
Os programas e iniciativas do eixo de internacionalização do INPD pretendem aumentar substancialmente a qualidade e quantidade da troca de conhecimento e recursos humanos entre o instituto e grupos de pesquisa de alta qualidade em todo o mundo.