Notícias

Universidades e movimentos estudantis mobilizam grupos de apoio a universitários com transtornos mentais

21/09/2017

Nos últimos anos, estudantes dos mais diversos cursos – medicina, engenharia, veterinária, entre outros – têm apresentado algum transtorno mental, sendo os quadros mais comuns os de depressão e ansiedade. Os casos não são restritos a uma única instituição de ensino. O registro do aumento de alunos com algum tipo de transtorno mental já foi feito em várias faculdades do País, como, por exemplo, Universidade de São Paulo, Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade Federal da Bahia, Universidade Federal de São Carlos, Universidade Federal de São Paulo, Universidade Estadual de São Paulo, Universidade Federal do ABC, entre outras.
A preocupação diante deste cenário fez com essas instituições do Ensino Superior e movimentos estudantis se mobilizassem para formar grupos de apoio para a prevenção e o combate aos transtornos mentais. Um exemplo é a Frente Universitária de Saúde Mental, um grupo estudantil para conscientização, sensibilização e auxílio as colegas.

Foto: Campanha da Frente Universitária de Saúde Mental: os cartazes foram colados nas faculdades e compartilhados via redes sociais para sensibilizar.

Reportagem na íntegra: “Aumento de transtornos mentais entre jovens preocupa universidades” – O Estado de São Paulo, 16 de setembro de 2017.