Notícias

Meninos e meninas reagem diferente ao estresse sofrido na infância

14/03/2019

 

No estudo “Effect of male-specific childhood trauma on telomere length”, a pesquisadora Gabriela Xavier investigou a ligação do comprimento telométrico (marcador relacionado à envelhecimento celular) com o estresse resultante de maus tratos durante a infância e com os sintomas de doenças psiquiátricas.

Foi descoberto que o estresse advindo dos maus tratos é mais danoso às células do que os sintomas de doenças psiquiátricas.

Também foi perceptível que a reação à este estresse na infância é distinto entre os gêneros, apresentando, inclusive, respostas biológicas diferentes.

Assim sendo, esta pesquisa busca trazer à discussão que vivenciar maus tratos no começo da vida pode ser danoso às células em curto prazo, além de poder gerar outros problemas durante o crescimento e na vida adulta.

 

Dados do artigo:

Título: Effect of male-specific childhood trauma on telomere length.

Autores: Gabriela Xavier, Letícia M.Spindola, Vanessa K. Ota, Carolina M. Carvalho, Pawan Kumar Maurya, Priscila F.Tempaku, Patricia N.Moretti, Diego R.Mazotti, João Ricardo Sato, Elisa Brietzke, Euripedes Constantino Miguel, Rodrigo Grassi-Oliveira, Jair Mari,Rodrigo A. Bressan, Ary Gadelha, Pedro M.Pan, Sintia Iole Belangero.

Publicação: Journal of Psychiatric Research

Idioma: inglês.

Conteúdo para assinantes.

Link diretohttps://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0022395618307222?via%3Dihub