Notícias

Estresse tóxico na infância em destaque

12/03/2018

Frente às sucessivas ondas de violência na comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiro, não só crianças como também suas famílias pagam um alto preço por viver em um território exposto à intensa brutalidade. Como explica o psiquiatra Guilherme Polanczyk à reportagem da revista Veja (Editora Abril), neste cenário, de exposição prolongada a situação de estresse, o corpo da pessoa vive em estado de alerta constante (estresse tóxico), produzindo uma quantidade maior de hormônios como cortisona. Segundo o especialista, nestas condições, as estruturas e o funcionamento do cérebro tendem a se alterar e quanto mais nova a criança é, mais destrutivo é o impacto, podendo chegar a casos de ansiedade e depressão.

A reportagem está no site da Revista Veja.